planeta-agua-356x372

“A Terra é azul”, foi a frase mais famosa atribuída ao soviético Yuri Gagarin – primeiro homem a ir ao espaço. Observar nosso planeta de tão longe é uma maneira poética de identificar um fato real: a maior parte de sua superfície é constituída de água e não terra. Há quem diga que devíamos chamá-lo de planeta Água e acho que lógica têm, mas vamos deixar como está, afinal de contas, vivemos sobre a terra, apesar de não sobrevivermos sem água.

O importante sobre esse fato e que, infelizmente, pouca gente tem conhecimento ou é cético demais para compreender a realidade, é que, apesar da superfície de nosso planeta ser composto por 70% de água contra 30% de terra, apenas 3% desse mundão de H2O é própria para consumo. O restante está distribuído em diferentes condições que impedem seu uso por nós para alimentação e higiene pessoal, a saber: água salgada, água congelada (geleiras), água em subterrâneos e outras situações específicas em que a água pode conter micro-organismos prejudiciais a nossa saúde.

Outra questão importante é que as nossas necessidades primárias de alimentação e higiene não estão sozinhas na corrida de uso da água. A indústria, agricultura e a criação de animais para consumo (independente do certo e errado) também precisam de água para continuar ativas e, no final das contas, consomem muito mais do que nós, além de serem priorizados, pois do contrário, ficaríamos sem comida também.

E assim, depois de tanta divisão e subtração, nos sobra apenas 8% de água para levar a vida. E lembrem-se, esses 8% são para mim, para você, sua família, seus vizinhos, os meus também e toda a enorme população mundial. Sentiu o drama?

Então, vamos colocar as mãos na consciência, abrir os olhos para a realidade, aprender a respeitar os recursos naturais e entender que eles não são eternos. Árvores derrubadas com mais velocidade do que crescem, animais caçados por motivos econômicos e água mal utilizada, são elementos da natureza que acabam.

Essa introdução enorme é para ajudar você a entender melhor sobre a importância de preservar nossas reservas naturais e mudar de atitude no seu dia a dia. Hoje vou dar as dicas que prometi na postagem “Escolha fazer a sua parte”, sobre como economizar água. Achei interessante apresentá-las por ambiente. O banheiro, considerado o maior vilão, será nossa primeira estrela.

pato-na-banheira-514x438

Banheiro:
01- Sabemos que um banho quente é reconfortante, gostoso e pode até ajudar na ressaca pós-balada, mas banho é necessidade diária e por isso, não precisa ser longo. Cinco minutos é o suficiente;

02- Enquanto você se ensaboa, não é preciso manter o chuveiro ligado. Desligue-o e religue apenas para se enxaguar;

03- O mesmo vale para lavar os cabelos. Para a mulherada que gosta de se cuidar, uma sugestão é lavá-los antes de entrar no banho, com o chuveirinho mesmo (a vazão é menor), ligando e desligando sempre que necessário. Passe aquele creme recomendado pela tia da sua amiga e entre para tomar banho apenas quando puder enxaguá-lo. Você se cuidou e não desperdiçou água;

04- Se o seu chuveiro tem aquecimento solar ou a gás, já notou que o tempo de espera para ter água quente disponível é maior do que o chuveiro elétrico. A dica é manter um balde no box para armazenar toda a água fria e utilizá-la depois. Pode ser usada no lugar da descarga, para a limpeza do próprio banheiro, para regar as plantas. Use sua imaginação, afinal é água limpa;

05- A ideia do balde no box também pode funcionar para o chuveiro elétrico. Armazenar a água do banho garante a água da descarga e da limpeza do banheiro;

06- Se sua família aumentou de tamanho há pouco tempo e você tem mais de um filho pequeno, aproveite o chuveiro ligado para dar banho coletivo. Outra dica é utilizar uma banheira infantil para armazenar a água do final do banho dela ou dele, caso a(o) pimpolha(o) goste de brincar com água e você precise negociar o banho. Armazene-a e aproveite para a limpeza depois;

07- Existem vários modelos de chuveiro elétrico, mas a maioria possui três opções de temperatura: inverno (muito quente), verão (quente, mas nem tanto) e desligado (frio). Manter a chave na opção verão economiza no consumo de energia e na vazão de água, já que, quanto menos água sair, mais quentinho seu banho será;

08- Fique atenta(o) às indicações de consumo de energia e água do chuveiro que você tem ou vai instalar na sua casa

09- Em duchas e chuveiros é possível instalar um Registro Regulador de vazão e melhorar o desempenho quanto ao consumo de água.

regulador-de-vazao-466x397

Essa peça, instalada entre o chuveiro (ou ducha) e a conexão da parede, permite a regulagem da vazão de acordo com a pressão disponível;

10- Dica de Beleza: Depilar-se no chuveiro não é uma boa ideia. Você poderia desligá-lo e ligar apenas para enxague, mas no inverno, raspar as pernas enquanto você já está molhada é meio sofrido. Uma boa ideia é utilizar o aparelho elétrico, não aquele que puxa (esse fica para as corajosas), mas o que apenas corta. Não gasta muita energia, é rápido e independe do banho. Outra dica são cremes depilatórios para as não alérgicas ou depilação no salão mesmo;

11- Além do chuveiro, também é possível economizar durante o uso da torneira. Pense bem, escovamos os dentes muitas vezes ao dia, no mínimo três, imagine o quanto de água vai pelo ralo sem uso. Feche a torneira enquanto escova os dentes ou use uma caneca ou copo;

12- Ao lavar o rosto, seja breve. Para os rapazes a dica é: ao fazer a barba, abrir a torneira apenas nos momentos de enxague da lâmina ou utilizar um recipiente onde você possa enxaguá-la. Para as moças: tire a maquiagem com um demaquilante e só então utilize água. Quem gosta de pintar os olhos (usa lápis e rímel) não se esqueça do demaquilante específico para essa região. Aliás, tal atitude cuida da sua pele e também evita manchar as toalhas, o que soma outro ganho: utilizar menos produtos fortes na lavagem da roupa respeita a natureza;

13- Para ajudar na economia de água, já existe no mercado, há um bom tempo, torneiras e misturadores específicos. Os modelos providos de sensores controlam a saída de água de acordo com a aproximação das mãos. São extremamente eficientes e largamente utilizados em ambientes comerciais, mas também podem ser instalados em residências. O segredo é ter um ponto de energia disponível para alimentar o dispositivo de movimento. Precisa ser instalada por mão de obra especializada, mas vale o trabalho, é economia garantida.

torneira-zenit-docoltronic-leed-497x394

Existem muitas opções com diversos preços.

14- Outro modelo de torneira econômica é a automática, não tão eficiente quanto a com sensor, mas ainda sim muito mais econômica que a convencional. Libera água com o acionamento do botão e fecha automaticamente após alguns segundos;

torneira-mesa-prismatic-noblesse-440x389

Dos mais simples aos mais sofisticados, são muitos os modelos e preços. É só encontrar o que cabe no seu bolso!

15- O jeito que você utilizar seu vaso sanitário, louça sanitária, bacia sanitária… também interfere no consumo de água. Para começar, mantenha a válvula de descarga sempre regulada e fique atenta(o) se há algum tipo de vazamento – no final da postagem de hoje, dica para descobrir se existe vazamento no vaso do seu banheiro. Em alguns casos é possível resolver trocando o reparo (peça reguladora de saída de água para a bacia sanitária);

reparo-valvula-279x208

16- Essa mesma peça (reparo) pode ser trocada também para diminuir o consumo de água, mesmo que não esteja com defeito. O importante aqui é contratar alguém que saiba o que está fazendo para que você tenha o resultado esperado, ao invés de dor de cabeça;

17- Uma dica legal é trocar a válvula de descarga. Se a construção for antiga, o mínimo é atualizar para um modelo mais novo. Se possível, alterar para válvula de acionamento duplo, com opção de maior (6 litros) ou menor (3 litros) volume de água. Garante ainda mais economia;

18- Optar por caixa acoplada também oferece bom controle de consumo e possui a opção de acionamento duplo, como a válvula de parede;

bacia-caixa-acoplada-541x430

19- Se não é possível resolver o seu caso com trocas ou reparos, tente ao menos manter o dispositivo em uso apenas pelo tempo necessário. Nada de esquecer o dedinho na válvula de descarga!

20- Uma péssima mania é jogar lixo dentro do vaso sanitário. É terrível, mas tem gente que faz isso e acha a atitude mais normal do mundo. Mas, não é. Jogar papel higiênico, cotonete, cigarro, bolo de cabelo e sabe-se lá mais o quê, dentro do vaso, é garantia de problema. Entupimento pode trazer de volta todo o lixo em situação ainda pior do que foi (para dentro da sua casa) e mesmo que, por ventura, nada aconteça, todo o material sólido que foi pela descarga vai para rios (se não houver tratamento de esgoto na região) ou para a estação de tratamento (será muito mais dispendioso tratá-la);

acabamento-monocomando-astor-472x335

misturador-monocomando-lavatorio-astor-488x361

21- Dica esperta:
Monocomando é o modelo de acabamento que, em um único comando, controla a mistura de água quente e fria. Vale para chuveiros, torneiras e banheiras. O segredo é optar por esse sistema durante a construção, pois sua instalação é diferente do modelo comum com dois registros. Para utilizá-lo em residências prontas, será necessário fazer uma reforma no banheiro. A grande vantagem é que você não vai precisar perder litros de água enquanto tempera o seu banho, pois a quantidade de água quente e fria já estará controlada, será preciso apenas abrir e fechar o chuveiro ou torneira e pronto, a água do jeitinho que você gosta!

Teste – Como verificar se existe vazamento na válvula de descarga: 

Coloque luvas, o vaso sanitário não é o lugar mais higiênico e limpo do mundo, certo?! Depois, retire toda a água da bacia, pode ser com um copo descartável ou outro recipiente que possa ser descartado depois. Transfira a água para uma bacia ou balde. Observe sem apertar a descarga. Se dentro de mais ou menos 20 minutos a água voltar ao volume normal, há vazamento. A válvula precisa de concerto ou troca.

Na postagem de hoje procurei falar de todas as possibilidades disponíveis para mudar nossos hábitos e proteger a natureza, ao utilizar o banheiro nosso de cada dia. A água é precioso recurso e precisamos ser conscientes quanto ao seu consumo. Espero que as dicas tenham sido úteis para você e logo mais darei continuidade falando sobre outros ambientes da casa.

Se você gostou já fiquei feliz, mas se tem outras dicas para dividir com os leitores aqui de “casaa”, será melhor ainda! Pode abusar dos comentários logo abaixo. Se quiser dar sugestões sobre para o blog, também é possível utilizar o “contato” que fica na barra superior.

Beijos e até logo mais!

A listinha de links para que você possa seguir o assunto de um jeito bem fácil:

01- Escolha fazer a sua parte – Economia de água
02- 21 Dicas de economia de água no seu dia a dia – Banheiro (você está aqui)
03- 14 Dicas de economia de água no seu dia a dia – Cozinha
04- 06 Dicas de economia de água no seu dia a dia – Lavanderia
05- 09 Dicas de economia de água no seu dia a dia – Quintal e Jardim

Autor
Escrito por

Assuntos Relacionados

Na primeira parte desta postagem falei sobre as dez primeiras dicas sobre...

Dia 21 de março começa o outono, minha estação preferida. Não é quente demais...

Eu sou do tipo que se enfia em casa e descansa quando...

Tenho uma tia avó que já viveu momentos muito difíceis, acho até...

Deixe um comentário

Newsletter

Inscreva-se e receba as postagens no seu e-mail.
Cadastre seu e-mail:

Importante: Eu não envio spam!